15 de janeiro de 2016

303

"303" junta os talentos de Garth Ennis e Jacen Burrows, numa história de um militar veterano dos tempos da Guerra Fria, cuja alcunha no meio é “O Russo”.
Tudo começa com uma missão, em plena guerra do Afeganistão, executada por um pelotão de forças especiais do exército soviético para localização de um avião no qual as forças americanas têm interesse que não seja descoberto.
Um jogo de gato e rato vai-se iniciar entre tropas soviéticas e tropas britânicas.
Ennis e Burrows procuram fazer uma visão sobre os homens da guerra do passado no mundo actual. Desprovido de heroísmo viril típico deste tipo de histórias, os autores procuraram fazer uma abordagem mais realista e atenta à realidade.
O protagonista é um homem amargurado, atormentado pelos horrores da guerra e desiludido com o seu país. O trabalho mereceu grande pesquisa de ambos, quanto à paisagem, equipamentos, factos e acontecimentos, roupa, comportamentos.

Ennis considera “303” o seu trabalho mais poderoso até à data. Burrows gostou da possibilidade de poder trabalhar com cor, algo que não é muito habitual nos seus trabalhos. Por outro, o facto de trabalhar com a Avatar Press deu-lhe grande liberdade criativa e assim poder evitar as limitações a que as grandes editoras obrigam os autores (violência física, sexual) para que os títulos atinjam um público mais vasto.