25 de outubro de 2012

A Morte de Batman


Embora a morte de Batman seja um assunto um tanto quanto discutido hoje em dia, não é a primeira vez que a DC Comics trata deste assunto. Em setembro de 1980, a saudosa editora EBAL publicou a “Morte de Batman” na edição no 3 da revista “Álbuns em Quadrinhos”.
A Historia se inicia com uma resumida explicação da existência da Terra-2. Sim, nesta época era muito comum as historias que se passavam em realidades alternativas, e a Terra-2 era um dos cenários mais explorados.
Nesta trama em particular, a versão alternativa da nossa Liga da Justiça era a gloriosa Sociedade da Justiça, que era formada por “gêmeos” dos nossos famosos heróis, como Superman, Mulher Maravilha e por personagens exclusivos daquela realidade como, por exemplo, a Poderosa e o Sr Destino.
Nesta época e realidade, Bruce Wayne tornou-se o Comissário de Policia de Gotham City após ter abandonado o Manto do Morcego em uma trágica aventura em perdera sua esposa, ninguém mais ninguém menos, que a Mulher Gato, deixando órfã sua filha Helena Wayne, que mais tarde se tornara a Caçadora e integrou a Sociedade da Justiça.
A Cidade de Gotham é atacada por um maníaco com incríveis poderes e que exige a presença do Comissário de Policia Bruce Wayne ou destruirá a cidade. Após o maníaco derrotar facilmente a Sociedade da Justiça, Bruce Wayne percebe que sua única saída é retomar sua missão como “cruzado de capa” e salvar a cidade.
A volta de Batman foi determinante para vitória da Sociedade da Justiça, porém lamentavelmente, o Homem-Morcego morre no cumprimento de sua missão, juntamente como o fanático Bill Jessen. A Morte do herói causou grande abalo aos heróis e a cidade, uma vez que durante o a luta com Bill Jessen, Batman teve sua identidade revelada. E conseqüentemente a identidade da Caçadora, Helena Wayne e de Robin, o Embaixador Dicy Grayson, acabaram se tornando publicas.
Depois dos ânimos acalmados, a Sociedade da Justiça parte em encalço do assassino, com um mistério em mente: Como um Homem normal como Bill Jenssen conseguiu poderes para derrotar a Sociedade e assassinar Batman ?
Após derrotarem diversos monstros místicos, os heróis acabam capturados pelo misterioso vilão chamado Frederic Vaux, que pretende eliminara presença e a lembrança de todos os heróis da Terra.Porém, graças ao Sr Destino e força do bem presente nos homens comuns, o vilão é derrotado.
E como um ato final em homenagem ao Cavaleiro das Trevas, o Sr Destino consegue restaurar a realidade, com uma pequena alteração; Embora não seja possível ressuscitar Bruce Wayne, é possível apagar a descoberta da identidade secreta de Batman. A partir de então, a humanidade se lembrará de Batman e Bruce Wayne como heróis que morreram no cumprimento de dever, mas como pessoas diferentes.
Desse modo, o legado do Morcego pode continuar a existir nas presenças dos Heróis Robin e Caçadora, agora com suas identidades novamente secretas. A final...
“Os Homens morrem, mas as Lendas são Eternas”.
História de Paul Levitz e Desenhos de Joe Stanton